IMG_0177
teatro-polytyama-0003
IMG-20150804-WA0016
IMG-20150804-WA0019

CINE-TEATRO POLYTHEAMA

No ano de 1914, em Goiana, Pernambuco, é possível imaginar a inquietude das pessoas a vestirem suas melhores roupas, todos com seus melhores chapéus andando na Rua Direita. A rua principal da cidade estava repleta e todos esperavam; a modernidade luminosa apresentava sua mágica de lentes e espelhos e luzes pela primeira vez em Goiana. Abriram-se novas cortinas, o Cinema tinha chegado!

Ostentou os nomes Cine Nascar e Cine Rex antes de ganhar o nome de origem grega que hoje traz em seu frontispício: Cine-Teatro Polytheama, que significa poli teatro, ou seja, teatro para vários gêneros de apresentações.

Por iniciativa da Fundação do Patrimônio Histórico e Artístico de Pernambuco, o Cine-Teatro Polytheama foi reativado depois de uma reforma, o novo Cine-Teatro de Goiana disponibiliza 220 lugares para o público e foi reinaugurado no primeiro trimestre de 2010.


Não menos inquietante foi à exibição de Sangue de Irmão, em 1926, que mostrava ao público boquiaberto a estanha sensação de familiaridade ao ver o primeiro filme produzido nos canaviais Goianenses. A película Sangue de Irmão foi dirigida em Goiana por Jota Soares, produção custeada pelo dono do Polytheama na época, Leonel Correia Filho, que ainda intentou a criação da produtora cinematográfica Goiana Filmes. O Cinema, não obstante sua vitalidade; encerrou suas atividades na década de 80 e reiniciou se em 2011.

CATEGORIA  :  Monumentos e Praças,

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.